Postagens Recentes

31/05/2018

Eu quero é fugir da bala.

Ficar nessa situação me mata, mas pensar em ir embora também me parece tão torturante. Me ajuda com uma saída, torna as coisas ao menos um pouco mais fáceis pra mim. Tenho que ir embora. Preciso. Mas meu coração quer tanto ficar. Só tenho duas alternativas, ambas horripilantes. Parece que só me foi dado o direito de escolher qual tiro irá me atingir, eu quero é fugir da bala.

Não consigo imaginar como seria minha vida caso nossos caminhos não tivessem se cruzado. Menos dolorosa, é o que suponho. Contudo, não tão interessante. No fim das contas, ainda estou lidando com os impactos causados, foram esses seus olhos doces que quase quebraram meu coração. Opa, quebrou. 

Não importa o quanto os dias passem, esse famoso tempo não me fez te esquecer, me ensinou apenas a lidar com a situação e por muito tempo achei que isso fosse o suficiente. Mas não era. Colocou ainda mais perguntas em minha cabeça, me deixou trabalhando com várias hipóteses, eu realmente prefiro não me preencher de ilusões.

Eu poderia dizer que te amo tanto, que a melhor escolha seria ficar. Entretanto, é justamente por esse amor ser tão grande, que eu te digo que ele está quase me cegando, não me deixando ver a melhor resposta. Meu coração permanece dizendo que meu lugar é tentando. Garoto, olha minha contradição fundada em dúvidas. Continuo insistindo em ficar aqui, porque sei que, uma vez que eu me vá, não volto mais.
12

12 comentários:

  1. Oi, Anni! Conheci seu blog agora, mas já adorei! Amei seu texto. Essa situação de não ter boas alternativas é horrível, mas tão real. Você descreveu muito bem! Os Delírios Literários de Lex

    ResponderExcluir
  2. Que teeeeexto mara! Tão gostoso de ler que quando vi tinha acabado.
    Recentemente passei por uma situação parecida de ter duas escolhas e ambas eram ruins para mim, no final das contas sofri mas deu tudo certo!
    www.fernandasantos.blog

    ResponderExcluir
  3. Oi, Anni!
    Acho um dom escrever textos de forma tão natural e bonita iguais aos seus.
    Parabéns por mais um deles, adorei lê-lo. Esses momentos me que temos duas escolhas e não sabemos o que fazer são bem complicados mesmo...
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  4. Olá, Anni.
    Gostei bastante do seu texto. tem situações que as alternativas são todas ruins. Pelo menos é o que conseguimos ver no momento.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Oi, Anni!
    Confesso que me assustei um pouco com o título, mas ele conseguiu transcrever bem o que você diz ao longo do texto.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  6. Oi Anni,
    Que triste, mas belo texto.
    Sei que às vezes a gente precisa ouvir mais a razão do que o coração. E colocar sempre na balança, se é mais negativo ou positivo. Precisamos desapegar.

    até mais,
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  7. Oi, Anni

    Belo e reflexivo texto. Acho wue às vezes a gente peca pela insistência, mas sem a tentativa o sofrimento da ausência também existiria. É escolha de Sofia!

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Anni,
    UAU! Que texto lindo!
    E realmente, tem hora que quando tomamos a decisão não queremos voltar atrás.
    Beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Anni!
    Que texto!!!! :O
    Adorei e fiquei com vontade de ler uma continuação para saber qual foi a escolha.

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  10. Eita, que esse texto foi bom! Olha, tem situações que eu tb quero mais é fugir da bala, hehe!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir

Anônimo está liberado, saiba ser educado!
Qualquer dúvida e/ou sugestão, pode entrar em contato através do e-mail dearmasen@hotmail.com
Aproveitem!